quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Pra começar Louis Armstrong e Danny Kay

Louis. Cortázar escreveu sobre ele depois de um concerto em Paris: “...os cronópios do palco saltam vários metros em todas as direções, enquanto os cronópios da sala se agitam entusiasmados nas poltronas, e os famas, vindos ao concerto por erro ou porque era preciso ir, ou porque custa caro, se entreolham com um ar estudadamente amável, mas naturalmente não entenderam coisa alguma, lhes dói a cabeça que é um horror e em geral gostariam de estar em casa escutando a boa música recomendada e explicada pelos bons locutores, ou em qualquer parte a vários quilômetros do teatro dos Champs Elysées.”

Quem não leu, pega pra ler os "História de Cronópios e Famas" e "Valise de cronópio" – da onde tirei este texto.

4 comentários:

fernanda scarpa disse...

que coisa boa!!!!!!! bj Raulzito!

Fer disse...

Momento feliz! Adorei saber do teu retorno ao mundo virtual. vou me puxar e voltar a escrever lá na Ferdilândia. enfim, mais um canal para mantermos o contato. Muito bom!
Beijos Raulzito!

LC disse...

A foto tá bem tchutchuco!
Tô seguindo, heim...
Esse fundo é o da capa do disco do Nouvelle Cuisine?

Puxadinho disse...

Nanda,
precisamos de outro vinho.

Fer,
conta mais aí. Agora é sempre!

Mano,
não.Velho blogine.